NALDOVELHO - POESIA


MANIA DE COLECIONADOR  

NALDOVELHO

 

         Coleciono pétalas diversas, espinhos, pedaços de quartzo, alguns lapidados, muitas corujas na estante da sala, livros queridos, leituras freqüentes, inquietudes da alma, algumas urgentes, pedras redondinhas de beira de rio, fios coloridos todos em desalinho, folhas secas de outono cheirando a abandono, romances, partidas, saudades latentes, tocos de vela, aflições de uma vida, algumas restam acesas dentro do peito, aquecem o inverno dos meus sentimentos, algumas intocadas, precauções que eu tenho, sei lá do futuro e dos rumos que eu tomo.

         Coleciono gravatas penduradas no armário, documentos, histórias, tudo catalogado, retratos antigos, imagens, passado, telas, meus quadros, estranhos, profusos, uma infinidade de versos, rabiscos confusos, alguns aproveito, cometo poemas, se mexo e remexo resultam em prosa, palavras que eu tenho, sagradas memórias.

         Coleciono mulheres, amores tão densos, mas teve aquela que colheu e guardou, sementes de trigo e águas de um rio e na troca de odores, suores, salivas, plantou sutilezas, colheu meu amor.

         Coleciono abraços, sorrisos, amigos, alguns bem distantes permanecem queridos, alguns ao meu lado servem de abrigo.

         Coleciono invernos, primaveras e outonos, notícias dos longes, esperas, certezas, que sempre ecoam a cada passo sofrido, em cantigas, toadas, melodias profanas, discos antigos, jazz e blues, também tem boleros, a maioria cubanos, tem Águas de Março, Elis e Jobim, tem Nana Caymmi, tem Milton e tem Chico, ultimamente alguns choros doídos, confesso!

         Sonoridades, palavras, imagens, objetos, ainda bem que eu os tenho bem junto a mim.

 



Escrito por NALDOVELHO às 21h39
[   ] [ envie esta mensagem ]




AINDA QUE EM SONHOS

NALDOVELHO

 

Quinas, esquinas, ruas transversas, vias expressas, paralelas, complexas, os carros se apressam, correria tamanha, cidade truncada, sitiada e insana. A sirene, o sinal, o aviso é vermelho. Navegar eu preciso, descobrir o segredo, decifrar o enigma que eu vi em seus olhos, renovar o meu pacto, exorcizar meus demônios.

 

Se eu seguir por esta rua vou morrer numa praça, se eu dobrar a esquina vou cair em desgraça, se eu romper a fronteira vou virar um estranho, se eu ficar onde estou: naufragar em enganos.

 

E o relógio avisa, já não há muito tempo, e o amor que eu tinha viajou pra bem longe, só deixou de presente um retrato e uns discos, e eu nem tenho vitrola, ainda assim eu os guardo. Ainda tenho os poemas que eu teimo e que choro, ainda tenho alguns quadros, luminosos matizes e uma sede danada, quem sabe um conhaque? E a inquietude ainda mora lá dentro de mim.

 

Quinas, esquinas, o bairro onde eu moro tem uma via expressa, complexa, estranha. Se eu romper a fronteira vou virar um estranho, navegar eu preciso, ainda quê, em sonhos.

 



Escrito por NALDOVELHO às 21h35
[   ] [ envie esta mensagem ]




ORGIA

NALDOVELHO

 

Samambaia chorona deitou suas folhas num caramanchão. Trepadeiras vadias, enroscadas ficaram, acasaladas estão!  Recatada roseira, ruborizada as pétalas, olhou de soslaio, comentou com inveja sobre a promiscuidade, brigou com o cravo que a tudo assistia, chamou monsenhor, pediu seu apoio.  Monsenhor irritado já deu conta do estrago! Já pensou se o lírio resolve imitar?

 

Violeta coitada ficou toda assanhada, abraçou flor de lis, se entregou porque quis.  Girassol atrevido bolinou azaléia, margarida excitada se enroscou às avencas e a begônia tão séria quis fazer com a bromélia...

 

Samambaia, coitada, quis fazer poesia, não deu conta que tudo acabou em orgia, não percebeu que era o sonho de um delicado jasmim.

 



Escrito por NALDOVELHO às 21h32
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 
Meu perfil
BRASIL, Sudeste, NITEROI, ILHA DA CONCEICAO, Homem, de 56 a 65 anos, Portuguese, Arte e cultura, Música
Histórico
  08/10/2006 a 14/10/2006
  16/07/2006 a 22/07/2006
  09/07/2006 a 15/07/2006
  25/06/2006 a 01/07/2006
  21/05/2006 a 27/05/2006
  26/02/2006 a 04/03/2006
  29/01/2006 a 04/02/2006
  11/12/2005 a 17/12/2005
  13/11/2005 a 19/11/2005
  06/11/2005 a 12/11/2005
  30/10/2005 a 05/11/2005
  23/10/2005 a 29/10/2005
  16/10/2005 a 22/10/2005
  09/10/2005 a 15/10/2005
  02/10/2005 a 08/10/2005
  25/09/2005 a 01/10/2005
  18/09/2005 a 24/09/2005
  11/09/2005 a 17/09/2005
  04/09/2005 a 10/09/2005
  14/08/2005 a 20/08/2005
  07/08/2005 a 13/08/2005


Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis
Votação
  Dê uma nota para meu blog