NALDOVELHO - POESIA


Elane DE IR

Elane Tomich

 

E assim vou, como seria,

maturando poesia rosas amarrotadas

entre palavras prensadas.

Desejo em banho-maria

apego à meteorologia

tantas camadas de idas

pra se fazer uma vida.

Do subsolo à montanha

ecoam sons de memória,

numa energia tamanha

do não que fazer,

orgia pra simulacro de glória

Às vezes um gozo extremo,

noutras, breve alegria

caneca de café com leite,

ponto de doce de leite de hoje,

prece suprema!

Tudo esperando a hora

de lá fora acontecer.

Ser e sair sem aviso

no seqüestro de um sorriso

a vida às vezes chora

na alegria de nascer.



Escrito por NALDOVELHO às 21h45
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 
Meu perfil
BRASIL, Sudeste, NITEROI, ILHA DA CONCEICAO, Homem, de 56 a 65 anos, Portuguese, Arte e cultura, Música
Histórico
  08/10/2006 a 14/10/2006
  16/07/2006 a 22/07/2006
  09/07/2006 a 15/07/2006
  25/06/2006 a 01/07/2006
  21/05/2006 a 27/05/2006
  26/02/2006 a 04/03/2006
  29/01/2006 a 04/02/2006
  11/12/2005 a 17/12/2005
  13/11/2005 a 19/11/2005
  06/11/2005 a 12/11/2005
  30/10/2005 a 05/11/2005
  23/10/2005 a 29/10/2005
  16/10/2005 a 22/10/2005
  09/10/2005 a 15/10/2005
  02/10/2005 a 08/10/2005
  25/09/2005 a 01/10/2005
  18/09/2005 a 24/09/2005
  11/09/2005 a 17/09/2005
  04/09/2005 a 10/09/2005
  14/08/2005 a 20/08/2005
  07/08/2005 a 13/08/2005


Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis
Votação
  Dê uma nota para meu blog